Imprimir
09
Mar.

Apresentação em Madrid da Plataforma Internacional de Cooperação e Migração (PICM)

Rafael Rodriguez-Ponga y Salamanca, presidente da PICM e presidente da Fundação Humanismo y Democracia, apresentou oficialmente, esta 4ª feira, na Casa de Galicia de Madrid, a Plataforma Internacional de Cooperação e Migração (PICM-IPCM).

Ramón Jimenez, Coordenador das Actividades culturais da Casa Galicia, coube-lhe a abertura da sessão, na qual recordou a importância de enfrentar o desfio da imigração, através da consolidação da democracia e do respeito pelos direitos humanos, implementando-se políticas positivas e não demagógicas.


Francisco Rivas, Secretário da PICM, incidiu a sua intervenção, na forma de abordar, desde esta plataforma, a temática da imigração, considerando indissociáveis as questões de cooperação e migração.


Tomasz Rózniak, Vice-Presidente da PICM e representante da organização Europejski Dom Spotkan Fundacja Nowy (Polonia), relembrou como o intercambio de experiencias entre as diversas organizações que compõem esta Plataforma tem demonstrado que o tema imigração é um denominador comum. Afirmou, ainda, que os fluxos migratórios continuam a ser uma constante e crescente realidade, para a qual devemos estar bem preparados. Assim, a plataforma trabalha num campo de intercâmbio de informações através da realização de seminários e na colaboração dos seus membros em diversos projectos comuns. Não esquecendo, ainda, o trabalho individual que cada organização desenvolve nos seus países.


Maria Reina Martín, Vice-Presidente da PICM e Secretária Executiva da Associação para a Formação, Investigação e Desenvolvimento Social dos Trabalhadores, FIDESTRA (Portugal), recordou o angustiante que é para as pessoas deixar o seu país em busca de uma vida melhor. Para a plataforma, os imigrantes não são números, mas sim pessoas, e por isso trabalha-se no âmbito de uma integração que torne realidade o anseio dos imigrantes, a tal procura de uma vida melhor. a preocupação centrada nos que chegam e os motivos que os trazem, obriga a uma intervenção em diversos níveis que facilite o dia do retorno e que constitua uma mais valia esse retorno. Em suma, devemos colocar-nos no papel dos imigrantes, saber o que precisam, pois só assim realizaremos uma integração real e efectiva. também só deste modo, a imigração deixará de ser um problema, para passar a mais valia.
 
Piergiorgio Sciacqua, 1º Vice-presidente da PICM, co-presidente do Centro Europeu para os Assuntos dos Trabalhadores (EZA, Alemanha) e presidente do Ente Nazionale per la Formazione e l´Addestramento dei Lavoratori, (EFAL, Itália), falou sobre preconceitos da imigração, abordando os fluxos migratórios nos países europeus. relembrou como o modelo de integração multicultural está a falhar, tal como sucede ao modelo de integração francês. a questão base está num modelo que prima por impor a nossa identidade ao imigrante. sciacqua apela á necessidade de encontrar um novo modelo de integração.


Rafael Rodriguez-Ponga, presidente da PICM e presidente da Fundação H+D, agradeceu a presença do Vice - Conselheiro de Imigração e Cooperação da Comunidade de Madrid, Gabriel Fernández Rojas, assim como a presença da Directora geral de Imigração e Cooperação para o desenvolvimento, da Câmara Municipal de Madrid, Laura López de Cerain. Rodriguez-Ponga informou que a plataforma serve de fórum para o debate e intercâmbio de ideias entre as diferentes organizações que a constituem. é também, um ponto de encontro na procura de consórcios para determinados projectos. relembrou que as actividades desenvolvidas são fundamentalmente de sensibilização, educação para o desenvolvimento e formação das organizações. objectivo primordial, melhorar a qualidade de vida, minimizar o sofrimento e as carências das pessoas, trabalhando assim para um incremento do bem-estar e um fomento do desenvolvimento social, económico e político.
 
A Plataforma Internacional de Cooperação e Migração, PICM (IPCM, em inglês), constituiu-se legalmente em Madrid, em 2009, ao abrigo da legislação espanhola. está inscrita no Registo Nacional de Associações, do Ministério do Interior de Espanha, com o número 593435. Tem sede social nas instalações da Fundação H+D, Madrid.


A PICM é composta por 21 organizações congéneres da Albânia, Alemanha, Chile, Espanha, Itália, Polónia, Portugal e Roménia e tem como objectivo geral a promoção de acções solidárias em matéria de cooperação internacional para o desenvolvimento e migrações. em particular tem ainda, os seguintes objectivos específicos:

telecharger jeu en ligne
  1. Promover relações de desenvolvimento e solidariedade entre entidades da Europa, África, Ásia e América do Sul
  2. Estabelecer redes para a promoção de projectos de cooperação
  3. Contribuir para a integração social, e cultural dos imigrantes
  4. Promover os direitos da pessoa e da família
  5. Estudos e análises dos processos migratórios


Membros da direcção 2010-2013


Presidente: Rafael Rodríguez-Ponga (H+D) – Espanha
1º Vice- Presidente: Piergiorgio Sciacqua (EZA e ente Nazionale per la Formazione e l’Addestramento dei Lavoratori) – Alemanha / Italia
Vice- presidente: María Reina Martín Ferreira Pimpão (FIDESTRA) – Portugal
Vice-presidente: Tomasz Rózniak (Europejski dom Spotkan Fundacja Nowy) - Polónia
Vice-presidente: Guillermo Sandoval (Centro de Estudios Laborales Alberto Hurtado) - Chile
Secretário: Francisco Rivas Gómez
Vice- secretario: Jesús Casado (Centro Social de los Trabajadores) - Espanha
Tesoureiro: Josep Calvó García (Unión de Centros de Estudio del Mediterráneo)

Entre em contato

Sede Social: C/ Bravo Murillo, 120. Portal Izq. 1º A. 28020. Madrid. Spain

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Redes sociais

Twitter

Facebook

Flickr