Imprimir
09
maio

AMARANTE: A PICM PRESENTE NO GRUPO DE TRABALHO INTERNACIONAL SOBRE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

on 09-05-2016.

grtAmaA Plataforma Internacional de Cooperação e Migração (PICAM) foi a entidade que colaborou na realização do grupo de trabalho internacional "A formação profissional: Avaliação dos níveis de inserção dos jovens no mercado de trabalho. Quais os resultados obtidos para os jovens desempregados", que teve lugar em Amarante (Portugal), de 6 a 8 de maio de 2016. O seminário foi organizado pela Associação para a Formação, Investigação e Desenvolvimento Social dos Trabalhadores – FIDESTRA, com o financiamento da União Europeia e do Centro Europeu para os Assuntos dos Trabalhadores (EZA).

Imprimir
18
Abr.

TIRANA: QUINZE PAÍSES ANALISAM SITUAÇÃO MIGRATÓRIA

on 18-04-2016.

TiranaDe 15 a 17 de abril, delegados de quinze países participaram, em Tirana, no seminário internacional organizado pelo EZA e pelo MCL em conjunto com o sindicato albanês SAUATT, que desempenhou o papel de anfitrião, e com financiamento da UE. Foi um encontro promovido no âmbito da PICAM e o primeiro com estas caraterísticas realizado na Albânia.

O ministro albanês dos Assuntos Sociais, Bendi Klosi, agradeceu a presença internacional, sublinhou as reformas que a Albânia está a desenvolver como país candidato e a necessidade de aprendizagem de boas práticas para evitar erros. Defendeu transformações legais que visem melhorar as condições dos emigrantes albaneses na Itália, na Grécia e noutros países.

Imprimir
14
Mar.

Declaração PICM sobre os refugiados e de imigrantes que desejam entrar na União Europeia

on 14-03-2016.

A Plataforma Internacional para a Cooperação e Migração (PICM) segue com atenção e preocupação o desenvolvimento dos acontecimentos, com milhares e milhares de refugiados e de imigrantes que desejam entrar na União Europeia.

Assim, a PICM declara:

  1. A PICM manifesta o seu apoio e incentiva a UE e a NATO, a que tomem medidas para salvar as vidas dos que fogem dos conflitos armados; para assegurar a liberdade e segurança das pessoas que vivem na própria UE; e para alcançar a paz e a prosperidade em todos os países vizinhos. O envolvimento direto dos governos é essencial.

  2. A PICM considera essencial agir na origem dos problemas. O fluxo migratório, continuará, inevitavelmente enquanto se mantiverem os conflitos e guerras, a perseguição religiosa e étnica, e as situações de opressão e pobreza extrema.

  3. Por isso, a Europa e a comunidade internacional devem implementar um plano abrangente para a paz e para o desenvolvimento, em África e no Médio Oriente, no género do que foi o Plano Marshall. O Bem-estar e os direitos humanos de milhões de pessoas, merecem.

  4. A PICM insta as suas organizações parceiras para trabalharem de forma empenhada no apoio e serviço aos imigrantes e refugiados, pessoas e famílias que se encontram em graves e difíceis situações. Apela, ainda, para que juntos mantenhamos um clima de confiança e de convivência, nos nossos respectivos países, contribuindo desta forma contra posturas populistas e extremistas.

  5. A PICM ratifica o conteúdo dos seus anteriores comunicados sobre esta matéria.

Entre em contato

Sede Social: C/ Bravo Murillo, 120. Portal Izq. 1º A. 28020. Madrid. Spain

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Redes sociais

Twitter

Facebook

Flickr